Pesquisa desenvolvida no Unileste é selecionada para Simpósio Internacional
Publicado em 27/05/2016

A investigação “Projeto de Vida: um estudo exploratório sobre o protagonismo juvenil”, desenvolvida por meio do setor de Pesquisa, Iniciação Científica e Extensão do Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (Unileste), acaba de ser aceita no “VI Simpósio Internacional Trabalho, Relações de Trabalho, Educação e Identidade”. O trabalho tem como autoras a estudante Elenice Procópio Araújo e a professora Stela Maris Bretas de Souza, ambas do curso de Psicologia. O trabalho será apresentado oralmente entre os dias 30 de maio e 1º de junho, na UFMG, em Belo Horizonte, e publicado integralmente nos anais do evento.

A pesquisa investigou um grupo de alunos, do 7º ao 9º ano da Educação Básica de uma escola pública do Vale do Aço, a fim de perceber qual a atribuição esse público dá à escola na construção do seu projeto de vida e como esse projeto contribui para o protagonismo juvenil.

Segundo a estudante Elenice Procópio Araújo, uma das autoras da investigação, o objetivo era compreender o papel da escola no desenvolvimento do protagonismo juvenil entres os estudantes.  “A análise do grupo focal demonstrou que os estudantes atribuem importância à escola na construção de seu projeto de vida, mas que essa não tem contribuído para o protagonismo juvenil”, enfatiza a universitária.

Para ela, há uma necessidade de aprofundamento das pesquisas nessa área. “O tema protagonismo juvenil precisa ser mais explorado em novos trabalhos, sendo relevante ampliar o entendimento sobre o conceito de projeto de vida para jovens e adolescentes. Isto poderá auxiliar na melhor compreensão dos anseios, características e necessidades dos jovens do século XXI, para o desenvolvimento de trabalhos com este público, tanto na área da Psicologia, quanto da Educação”, completa Elenice Procópio Araújo.

“A aprovação do trabalho demonstra a qualidade das produções científicas desenvolvidas no Unileste e propicia trocas de experiências e amadurecimento acadêmico e profissional por meio do contato com investigadores de várias universidades do mundo”, destaca a professora e coautora da investigação, Stela Maris Bretas.

Relevância temática
A investigação conta com fomento da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) e tem se mostrado de grande relevância para estudos acadêmicos complementares. No último mês de abril, essa pesquisa foi apresentada no XXXIV Encontro Anual Helena Antipoff e no XIV Encontro Interinstitucional de Pesquisadores em História da Psicologia promovido pelo Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS) da Universidade Federal de Ouro Preto, em Mariana. Agora, segue para a capital mineira, onde será compartilhada com estudantes e pesquisadores da Faculdade de Educação da UFMG.


© 2017 UNILESTE - Todos os direitos reservados

Campus Coronel Fabriciano: Av. Tancredo Neves, 3500, B. Universitário, 35170-056 - (31) 3846-5500
Campus Ipatinga: Rua Bárbara Heliodora, 725, Bom Retiro, 35160-215 - (31) 3846-5500