Aluno do Unileste apresenta pesquisa sobre o aproveitamento de resíduos em Natal
Publicado em 04/11/2016

Juliano de Freitas Dutra, estudante do 9º período de Engenharia Civil do Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (Unileste), teve três trabalhos aprovados para o Congresso Brasileiro de Engenharia de Materiais (CBECIMAT 2016). Os planos de trabalho são decorrentes da investigação “A manufatura de materiais de construção civil a partir de resíduos sólidos industriais”, que serão apresentados na seção de pôsteres, entre os dias 6 e 10 de novembro, na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte (RN).

Os trabalhos são fruto de projeto de iniciação científica desenvolvido no setor de Pesquisa, Extensão e Iniciação Científica do Unileste, sob a coordenação do professor Dr. Fabricio Moura Dias. Juliano Dutra explica que o desenvolvimento da pesquisa é uma forma de contribuir para a preservação do meio ambiente a partir do reaproveitamento de resíduos do setor da construção civil. “Minha investigação analisou a possibilidade de inserir resíduos provenientes de cerâmica branca na fabricação de tijolos ecológicos”, explica.

Segundo ele, o objetivo é diminuir o número de resíduos gerados pelo setor da construção civil reutilizando tais resíduos como insumos na fabricação de novos materiais para a construção civil.

Investigação, testes e produção

Após analises de granulométrica, limite de plasticidade, limite de liquidez, índice de plasticidade e a realização de ensaios mecânicos em laboratório, foram manufaturados tijolos substituindo o solo por resíduos de cerâmica branca nas proporções em volumes de 0%, 15%, 30% e 45%.  Os resultados dos primeiros testes físico-mecânicos indicaram que o resíduo de cerâmica branca pode ser utilizado como alternativa promissora para a inserção na produção de tijolos.

A apresentação dos resultados

Para Juliano Dutra, a possibilidade de apresentar esses resultados em um congresso de âmbito nacional será mais uma fonte de aprendizado. “Sinto essa participação como uma grande chave para adquirir grandes conhecimentos e tomar consciência do que está sendo produzido no cenário atual da engenharia”, comenta.

Segundo ele, o congresso permitirá conhecer ideias inovadoras em seu campo de atuação a partir do contato com outros estudantes, engenheiros e empresários do setor, além de permitir também um enriquecimento pessoal por meio da vivência da cultura de outro estado.

Fabrício Moura, coordenador do curso de Engenharia Civil do Unileste e orientador do trabalho, cita a iniciação científica como diferencial na formação dos futuros engenheiros e ressalta que a participação em congressos e simpósios é um desdobramento desta atividade.  “A participação em eventos desta natureza representa um ganho significativo para os estudantes, para o curso e para instituição. Nestas ocasiões é possível divulgar as pesquisas que estão sendo desenvolvidas no Unileste e estabelecer contatos com outras instituições, com o objetivo de disseminação do conhecimento por meio da observação do que está sendo desenvolvido de mais significativo nas diversas instituições de pesquisa do país”, afirma.


© 2018 UNILESTE - Todos os direitos reservados

Campus Coronel Fabriciano: Av. Tancredo Neves, 3500, B. Universitário, 35170-056 - (31) 3846-5500
Campus Ipatinga: Rua Bárbara Heliodora, 725, Bom Retiro, 35160-215 - (31) 3846-5500