Unileste ganha iluminação amarela em campanha contra o suicídio

Unileste ganha iluminação amarela em campanha contra o suicídio
Publicado em 08/09/2017

Núcleo de Atividades Práticas Psicológicas (NAPP) do Unileste

“O setembro amarelo é uma porta para fomentarmos essa discussão, levarmos isso à comunidade da região para que as pessoas entendam que existem formas de abordagem, pessoas capacitadas para ajudar, ouvir e criar estratégias”

Campanha Setembro Amarelo fomenta ações em todo o país para quebrar tabu sobre o suicídio e promover ações de valorização da vida. O assunto, ainda mantido de forma velada, mostra que 90% dos suicídios poderiam ser evitados, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). No Unileste, os prédios da biblioteca do campus de Ipatinga e do Núcleo de Atividades Práticas Psicológicas (NAPP) ficam iluminados durante todo o mês de setembro para lembrar a causa e divulgar ações de prevenção.

De acordo com o levantamento da OMS, tirar a própria vida é a segunda maior causa de morte no mundo entre pessoas com 15 e 29 anos de idade. Desse modo, o Centro Universitário entende a importância de voltar os olhares aos jovens e incentivar o debate também dentro das instituições de ensino. Para o coordenador do curso de psicologia do Unileste, professor Eustáquio José de Souza Jr., na atualidade, o excesso de demandas, tarefas e expectativas das instituições de trabalho, familiar, escolar e política nos revelam algumas reações individuais e/ou grupais. “Temos observado muitos transtornos de ansiedade por conta disso e, muitas vezes, as ideações suicidas são tidas como única alternativa para alguns, infelizmente”, analisa.

O coordenador reitera que o papel das instituições de ensino vão além de seus muros e que projetos de extensão para a área são necessários para ajudar a suprir as necessidades da população. “No Unileste, desenvolvemos uma série de atendimentos voltados à comunidade da região e isso inclui a valorização da vida. Por meio das ações sociais, oferecemos trabalhos clínicos ao público em geral, entre eles: avaliação psicológica, orientação profissional, psicoterapias, aconselhamento psicológico, atendimentos individuais e em grupo”, aponta.

O Núcleo cumpre sua função pedagógica ao proporcionar a oportunidade de articular teoria e prática profissional supervisionada aos alunos e faz, em média, 56 atendimentos por dia. Foram 121 pacientes atendidos no primeiro semestre de 2017 e 293 em 2016. Para o pesquisador, essas atuações precisam aumentar e que ainda existe um mal-entendido da sociedade com relação ao comportamento de pessoas com esse tipo de ideação. “Na maioria das vezes, o indivíduo já compartilhou as ideações com alguém. Nesse contexto, o setembro amarelo é uma porta para nós fomentarmos essa discussão, levarmos isso à comunidade acadêmica e da região para que as pessoas entendam: existem formas de abordagem, pessoas disponíveis para lidar com isso, para ajudar, ouvir e criar estratégias considerando as especificidades da vida de cada um”, avalia Eustáquio.

O mês aproveita a data 10 de setembro, Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. Tema ainda silencioso no Brasil faz do país o oitavo com o maior número de suicídios do planeta. Para participar dos serviços disponibilizados pelo NAPP Unileste, os interessados devem entrar em contato pelo telefone (31) 3846-5588 ou ir pessoalmente ao Núcleo para realizar o cadastro de atendimento.

Serviço

Núcleo de Atividades Práticas Psicológicas (NAPP) – Unileste

Bloco X - Campus Coronel Fabriciano

Telefone: 3846-5588

E-mail: napp@unilestemg.br

Horário de Atendimento

2ª a 5ª - 13h30 às 22h

6ª - de 12h às 21h

sábado - 8h às 12h


© 2017 UNILESTE - Todos os direitos reservados

Campus Coronel Fabriciano: Av. Tancredo Neves, 3500, B. Universitário, 35170-056 - (31) 3846-5500
Campus Ipatinga: Rua Bárbara Heliodora, 725, Bom Retiro, 35160-215 - (31) 3846-5500