Formatura

Normas de Formatura

Início > Formatura > Normas de Formatura
APRESENTAÇÃO

As solenidades de Colação de Grau e Culto Ecumênico do Centro Universitário do Leste de Minas Gerais - Unileste são organizadas em consonância com o Regimento de Formatura, que regulamenta no Título II, artigo 6º, o trabalho da Comissão Permanente de Formatura - Copefor. Nesse sentido, o trabalho da Copefor é fazer de cada cerimônia de Formatura do Unileste um momento inesquecível para os formandos, familiares e amigos. As cerimônias são organizadas com qualidade e responsabilidade necessária para um evento dessa magnitude. Para isto é imprescindível a colaboração de todos os envolvidos. Cabe à Copefor determinar as normas e procedimentos para o planejamento, a organização e execução das cerimônias de Colação de Grau e Culto Ecumênico.

ATRIBUIÇÕES DA COMISSÃO PERMANENTE DE FORMATURA DO UNILESTE
  1. Definir, junto à Reitoria, o local das cerimônias da Colação de Grau e Culto Ecumênico.
  2. Reunir com as comissões de formandos para definição das providências compatíveis.
  3. Manter as comissões de formandos informadas de todas as decisões tomadas.
  4. Assessorar as comissões na confecção dos convites, discursos e placas, realizando as revisões necessárias de português e de preservação da identidade institucional.
  5. Realizar ensaio geral com os formandos para que tomem conhecimento do local e das formalidades da cerimônia.
  6. Preparar o local das solenidades com a infraestrutura necessária (decoração, assentos, sonorização, segurança interna e externa, cerimonial, recepcionistas e conferência, antes da solenidade).
  7. Fornecer logotipo da instituição para uso da gráfica na confecção dos convites.
  8. Sinalizar para as comissões os imprevistos ocorridos na formatura anterior, como medida corretiva e preventiva.
  9. Acompanhar todas as solenidades de Colação de Grau e Culto Ecumênico.
ATRIBUIÇÕES DOS ALUNOS FORMANDOS
  1. Formar comissões por curso, para definir as providências a serem tomadas.
  2. Providenciar becas, canudos, convites, baile e fotografia/filmagem.
  3. Contratar equipe de fotografia/filmagem.
  4. Solicitar, para fotografias dentro do campus, autorização junto à Copefor e encaminhar ao Setor de Vigilância Patrimonial da Instituição.
  5. Convidar formalmente o paraninfo, patrono, professores e funcionários homenageados.
  6. Comunicar ao paraninfo que ele deverá fazer um pronunciamento de, no máximo 10 minutos. Cada solenidade terá apenas um paraninfo; caso a solenidade seja com mais cursos, deverá haver consenso entre as comissões de formandos para a escolha do paraninfo.
  7. Definir junto ao curso o formando orador que falará em nome de todos os demais formandos. Esse discurso não deverá exceder a 1 lauda (fonte Arial, tamanho 14).
  8. Orientar o orador a entregar uma cópia do discurso para a Copefor, com 30 dias de antecedência para as devidas revisões.
  9. Convidar, por curso, 1 patrono e 2 professores para serem homenageados.
  10. Convidar, por curso, 1 funcionário da instituição para ser homenageado.
  11. Entregar à Copefor o nome do paraninfo, patrono, professores e funcionários homenageados, e os nomes dos formandos que farão a entrega das placas, com 30 dias de antecedência para preparação do cerimonial.
  12. Orientar os formandos a comparecerem na Central de Atendimento do Unileste, com antecedência, para preencher o requerimento de inclusão na lista de formandos e conferir a sua situação acadêmica. Caso exista qualquer pendência, não será permitida a participação do formando na solenidade de Colação de Grau, tendo sua entrada impedida pela Copefor.
  13. Organizar a Aula da Saudade, conforme procedimentos institucionais, sempre após encerramento do semestre e agendada com o coordenador do curso.
  14. Realizar homenagens especiais e projeções de vídeos da turma na Aula da Saudade ou em outras confraternizações (se houver).
  15. Comunicar aos formandos o dia e horário do ensaio de Colação de Grau, que é agendado previamente e comunicado com antecedência às comissões pela Copefor. Todos os formandos devem comparecer a esse ensaio para se familiarizarem com o ambiente e os procedimentos de entrada, recebimento do canudo, etc.
SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU
  1. As solenidades de Colação de Grau são realizadas no Teatro João Paulo II, campus de Coronel Fabriciano.
  2. As Colações de Grau são realizadas por cursos. As datas e horários são definidos pela Reitoria junto à Copefor.
  3. Serão admitidos à solenidade de Colação de Grau os formandos que tiverem cumprido integralmente, com aprovação, todas as exigências acadêmicas do currículo pleno do respectivo curso.
  4. Os formandos devem comparecer ao local da solenidade com uma hora de antecedência, objetivando conferir seu nome na lista oficial dos formandos e assinar a ata de Colação de Grau.
  5. Compõe a Mesa de Honra o Magnífico Reitor, Pró-reitores, Diretores, Paraninfos e Coordenadores dos cursos que estão formando na respectiva data.
  6. Estando presentes, devem ser convidados para compor a Mesa de Honra Prefeito, Secretário de Educação, Juiz de Direito e Comandante Militar.
  7. Patrono, professores e funcionários homenageados terão lugar específico para participarem da solenidade.
  8. Na cerimônia de Colação de Grau todos os formandos devem trajar beca na cor preta, faixa na cintura na cor da área de conhecimento do curso, capelo na cor preta que deverá ser colocado na cabeça após o juramento.
  9. Nenhum formando colará grau no dia da solenidade de formatura se não estiver vestido com beca, faixa e capelo.
  10. A entrada dos formandos será por ordem alfabética dos cursos e dos alunos.
  11. Na entrada e durante toda a solenidade, os formandos devem manter a postura e ética que a cerimônia exige, evitando acessórios inadequados e outros tipos de manifestações.
  12. Os formandos de cada curso deverão permanecer de pé durante todo o ato de Colação de Grau e estender o braço direito durante o juramento. O capelo será colocado na cabeça após a Outorga de Grau pronunciada pelo Reitor.
  13. Os objetos de percussão como: tambor, buzinas, apitos, pandeiros e cornetas tiram o brilho e a seriedade da solenidade e desrespeita os formandos e convidados presentes. Por se tratar de um momento solene de Colação de Grau, não será permitida a entrada de objetos de percussão sonora, faixas e afins no local da cerimônia.
  14. Para a solenidade de colação de grau, os convidados dos formandos deverão usar traje social. Não será permitida a entrada de pessoas trajando roupas e calçados inadequados como bermudas, shorts, camisetas, chinelos, rasteiras, entre outros.
  15. Na solenidade não será permitida a entrada de convidados que apresentem comportamentos indevidos que possam gerar transtornos durante o evento.
  16. O Unileste fica responsável pela infraestrutura do local das solenidades, sendo de responsabilidade dos formandos o contrato com os fotógrafos e a aquisição de becas, canudos e placas de homenagens.
  17. O Unileste se reserva ao direito de definir o número de convidados por formando.
  18. Os concluintes que não colarem grau no dia da solenidade de formatura poderão fazê-lo em dia e horário designados pela Reitoria, desde que solicitado por meio de requerimento na Central de Atendimento do Unileste.
  19. A Comissão de Formandos que queira utilizar espaço externo para realização da solenidade de Colação de Grau e Culto Ecumênico deverá cumprir as normas abaixo discriminadas. Será de inteira responsabilidade dessa comissão o planejamento financeiro e estrutural da cerimônia de Colação de Grau e Culto. Compete às comissões:
    • Aluguel, limpeza e arrumação do espaço;
    • Aluguel e arrumação das cadeiras;
    • Sonorização e palco;
    • Decoração do ambiente;
    • Iluminação;
    • Arrumação da mesa do palco, com disposição de cadeiras e um mesa para colocação dos canudos e placas de homenagens;
    • Arrumação de uma mesa com cadeira para assinatura da ata de colação de grau;
    • Limpeza dos banheiros (com pessoa responsável para higienização do local);
    • Contratação de empresa de cerimonial com cerimonialista e recepcionistas;
    • Abastecimento de água para o público em geral - bebedouros;
    • Aluguel de taças e água para os membros da mesa no palco;
    • Garçom para abastecimento de água para a mesa de honra;
    • Aluguel de toalha para a mesa nas cores do Unileste - vermelho ou azul;
    • Arrumação das cadeiras de acordo com a quantidade de formandos;
    • Arrumação das cadeiras para os convidados de maneira que fiquem separados dos formandos (uma divisória do ambiente);
    • Transportar e devolver o púlpito e pedestal de bandeiras da Instituição de um dia para o outro;
    • Contratação de seguranças para área interna e externa do local;
    • Preparação do Culto Ecumênico junto à Pastoral Universitária e atender à agenda do representante da pastoral institucional;
    • Organizar o evento em consonância com o Regimento de Formatura do Unileste;
    • Elaborar um contrato de responsabilidade e colher assinatura de concordância de todos os formandos referente à proposta da comissão sobre a colação de grau;
    • A comissão deverá estar em constante sintonia e comunicação com a Copefor, socializando o andamento das ações e o desenvolvimento do evento;
    • Aceitar formandos de outros períodos/anos que não pertencem à referida comissão/ turma e que poderão participar da Colação de Grau;
    • Atender o calendário institucional de formatura.
  20. Nas solenidades externas organizadas pelos formandos, compete à Copefor:
    • Assegurar o comparecimento das autoridades institucionais à solenidade de Colação de Grau;
    • Orientar e acompanhar as comissões de acordo com o Regimento de Formatura do Unileste frente às necessidades das mesmas;
    • Fazer a revisão ortográfica dos textos convites/discursos dos oradores;
    • Preparar os cerimoniais de formatura;
    • Empréstimo do púlpito, bandeiras.
CERIMONIAL

A sessão solene de Colação de Grau é conduzida por um mestre de cerimônia, que obedece ao "script" previamente elaborado pela Copefor, com o seguinte roteiro:

  1. Composição da Mesa de Honra.
  2. Abertura oficial da solenidade pelo Reitor ou substituto por ele indicado.
  3. Entrada dos formandos em ordem alfabética de cursos.
  4. Hino Nacional Brasileiro.
  5. Pronunciamento do Magnífico Reitor.
  6. Juramento e colação de grau.
  7. Discurso do orador do curso.
  8. Discurso do paraninfo da área.
  9. Entrega individual dos diplomas.
  10. Homenagens.
  11. Encerramento da solenidade pelo Reitor.

A sessão solene da Colação de Grau requer a formalidade do momento e faz-se necessário assegurar aos presentes o cumprimento do horário, num ambiente seguro, harmônico e fraterno.

CULTO ECUMÊNICO
  1. O Culto Ecumênico de Ação de Graças será realizado em data e local pré-estabelecidos pela Copefor, em concordância com a Reitoria.
  2. Os formandos deverão chegar uma hora antes do horário previsto e se dirigirem ao local de concentração onde se formarão as filas de entrada.
  3. A entrada dos formandos será por ordem de curso e área.
  4. A realização do Culto Ecumênico, bem como sua preparação, é de responsabilidade da Pastoral Universitária do Unileste.
  5. A participação de representantes de outras religiões é muito bem-vinda no Culto Ecumênico. Essa participação deverá ser comunicada com antecedência ao responsável pela Pastoral Universitária para inserção da mensagem no texto oficial do Culto.
CONVITES
  1. A confecção dos convites de formatura é de responsabilidade dos próprios formandos, que custeiam as despesas. Atenção: nem sempre os convites mais caros são os mais bonitos.
  2. As encomendas devem valorizar as empresas que têm serviços anteriores para apresentar, indicando a qualidade e a garantia de seu trabalho.
  3. As Comissões de Formandos devem firmar a prestação de serviço em contrato, exigir as provas dos convites e acompanhar as correções e formatação nos prazos estabelecidos.
  4. A impressão gráfica do convite fica a critério dos formandos, devendo prevalecer o bom gosto, a criatividade e a acessibilidade do custo.
  5. No Vale do Aço e região já dispomos de empresas especializadas em design e gráficas para execução de convites com qualidade, facilitando o acompanhamento dos interessados e com oferta de preços compatíveis com o mercado.
  6. Os textos de homenagens aos mestres, aos pais e outros precisam obedecer ao princípio dos direitos autorais. Ao reproduzir uma frase ou texto, não deixe de indicar a autoria.
  7. As Comissões de Formandos devem incentivar os colegas a elaborarem as mensagens, sem plagiar outros autores. O plágio pode incorrer em processo.
  8. Preparado o convite e realizada a primeira prova, esta deve ser encaminhada para revisão à Copefor, pelo menos com 40 dias antecedentes à Colação de Grau, para conferência de datas, locais, designação de autoridades, revisão gramatical, sabendo-se que o convite de formatura não é responsabilidade do Unileste e sim dos formandos.
  9. Em todos os convites deve aparecer o logotipo do Unileste, ficando a critério do designer do convite onde imprimí-la, devendo ser observada a utilização correta do logotipo.
  10. A Copefor disponibilizará o logotipo às Comissões de Formandos.
FOTOGRAFIAS E FILMAGENS
  1. Compete às Comissões de Formandos a definição e contratação da equipe fotográfica e de filmagem que prestará serviços durante a solenidade.
  2. O número de fotógrafos no palco será limitado e definido pela Copefor, a fim de evitar transtornos, além do excesso de equipamentos e de luz.
  3. O contrato da equipe fotográfica com os formandos não regula as condições de trabalho no recinto das solenidades da Colação de Grau e Culto Ecumênico. A equipe fotográfica fica subordinada ao que a Copefor definir, sem qualquer prejuízo na ordem do ritual da cerimônia.
  4. Fica proibida a colocação de refletores próximos da Mesa de Honra e da tribuna. Durante a execução do Hino Nacional também não são permitidos flashes e imagens de luz.
  5. Usualmente os contratos com empresas fotográficas contemplam a "doação" de placas para os homenageados. Recomenda-se verificar a qualidade desse produto considerando que na "última hora", isto é, no dia da Colação de Grau, placas de baixa qualidade, mal feitas, com erros ortográficos, sejam entregues aos formandos para as homenagens.
  6. É preciso que as Comissões de Formandos estabeleçam em contrato com a equipe fotográfica/filmagem todo o trabalho que deverá ser prestado. Atenção para não aceitar ofertas fáceis. Por tudo se paga um custo embutido, como por exemplo: o DVD, o churrasco, as bebidas, oferecidas em troca do serviço, tudo isso tem um preço.
  7. Observar atentamente o valor das fotos, a quantidade, a qualidade e apresentação do álbum para não serem surpreendidos posteriormente. Há trabalhos muito bons de equipes fotográficas sérias, mas há aqueles que tiram proveito dos contratos mal-feitos e pouco explícitos, feitos à revelia da improvisação e da irresponsabilidade.
  8. Os dados da equipe/empresa de fotografia e/ou filmagem deverão ser apresentados à Copefor com no mínimo 30 dias de antecedência da solenidade. A Copefor entrará em contato com as equipes de fotografias para repassar as informações das regras do cerimonial e do termo de compromisso a ser assinado pelas referidas equipes.
  9. Antes da solenidade de Colação de Grau, as fotos serão realizadas em estúdios montados na Sala de Artes, local da concentração dos formandos, anexa ao Teatro João Paulo II.
  10. Na Sala de Artes só serão permitidas fotografias dos formandos.
  11. O Unileste disponibilizará 5 salas no 1º piso do Bloco V para as equipes fotográficas montarem estúdios de fotos.
  12. As fotos com amigos e familiares deverão ser feitas após solenidade de Colação de Grau, nos estúdios montados no 1º piso do Bloco V pelas empresas de fotografias.
  13. A montagem dos estúdios para fotos é de inteira responsabilidade das empresas de fotografias.
  14. A Copefor tem autonomia para solicitar a retirada da equipe de fotógrafos/filmagem do recinto caso haja interferência no andamento da Cerimônia de Colação de Grau ou do Culto Ecumênico, provocada pela referida equipe.
HOMENAGENS
  1. No convite de formatura e na solenidade de Colação de grau são prestadas as homenagens pelos formandos.
  2. Cabe às Comissões de Formandos escolherem para homenagear:
    • 1 paraninfo (por solenidade)
    • 1 patrono (por curso)
    • 2 professores (por curso)
    • 1 funcionário (por curso)
  3. Para paraninfo deverá ser escolhido alguém de relevância na região, estado ou país, que tenha contribuído para a formação dos acadêmicos ou que se destaque nos diversos cenários regional ou nacional por trabalhos prestados em prol do bem comum.
  4. As homenagens são comunicadas pelos próprios formandos aos homenageados, por escrito, conforme carta-convite em anexo. (Modelo homenageados)
  5. Cabe aos formandos do curso providenciar as homenagens, que poderão ser por meio de placas, troféus ou outros objetos significativos. A homenagem vale mais pelo gesto do que pela peça que se entrega no ato da solenidade.
  6. É importante checar a redação do texto, verificando a concordância, a ortografia e a autoria do texto, quando houver reprodução de frase textual.
  7. Procurem ser originais nas mensagens, evitando-se cópias de textos.
  8. Os canudos dos formandos e as placas de homenagens devem ser encaminhados à Copefor com pelo menos 15 (quinze) dias antes da cerimônia de Colação de Grau.
  9. Deverá ser entregue à Copefor no prazo estabelecido uma planilha com os nomes dos homenageados, bem como a indicação dos nomes dos formandos que irão entregar as homenagens na solenidade de Colação de Grau. (Modelo carta convite)
ORADORES e JURAMENTISTAS
  1. Orador
    1.1 Consta na programação do cerimonial de Colação de Grau a participação de um(a) orador(a) formando(a) para proferir o discurso.
    1.2. Todos os alunos formandos do semestre podem se candidatar a orador(a) da cerimônia. Cabe à turma a escolha do orador(a), pois ele estará representando todos os formandos durante a Colação de Grau.
    1.3. No discurso, o(a) orador(a) deverá contextualizar o curso, o profissional formado, agradecer aos homenageados, mestres, pais, amores e funcionários, e dirigir-se à turma de forma afetiva.
    1.4. Alertamos aos oradores que evitem cópias de discursos da internet. É momento de falar dos afetos construídos nos anos de convivência da vida acadêmica.
    1.5. É necessário, para concorrer à função de orador(a), ter desenvoltura para falar em público e boa dicção.
    1.6. O orador deverá encaminhar, com 30 dias de antecedência, cópia do discurso à Copefor para as devidas revisões e considerações.
  2. Juramentista
    2.1. Cada curso escolherá um aluno para proceder ao juramento durante a solenidade de Colação de Grau.
    2.2. O juramento a ser prestado pelos formandos obedece aos respectivos conselhos de classe ou padrões da profissão com aprovação do Conselho de Curso.
TRAJE
  1. O uso da beca é obrigatório para todos os formandos, sendo da responsabilidade dos mesmos alugá-la para a solenidade.
  2. As cores das faixas das becas, de acordo com as áreas de conhecimento, são as seguintes: a cor vermelha representa Ciências Sociais Aplicadas, (vermelho rubi). Verde para Ciências da Saúde, (verde esmeralda). A cor azul, Ciências Exatas, (azul Royal) e a cor Lilás, a área de ciências da Educação.
  3. A beca é usada com meias e sapato pretos para os homens e sapato scarpin ou chanel preto para as mulheres. A cor da meia pode variar de preta, fumê ou cor da pele. Não é aconselhável o uso de sandálias ou tênis.
  4. Debaixo da beca os homens devem usar calça preta e as mulheres podem optar pelas meias finas ou calça preta.
  5. O comprimento das mangas deve cobrir todo o braço, estendido ao longo do corpo, e o comprimento da barra deve cobrir o final do tornozelo, deixando o peito do pé descoberto.
  6. Como a beca é alugada, certifique-se se o tamanho atende ao seu manequim. A vestimenta curta ou longa, fora do padrão do manequim, expõe os formandos ao constrangimento, compromete as fotos e a imagem ao subir ao palco.
  7. O uso do capelo é obrigatório, devendo ficar fixo em posição reta na parte superior. O pingente é posicionado no lado esquerdo e para maior segurança os elásticos fininhos devem ser utilizados.
  8. As formandas devem fazer uso de maquiagem e brincos discretos, próprios para a solenidade. Os cabelos devem valorizar o rosto para não comprometer a imagem fotográfica.
  9. As formandas deverão evitar saltos altos e saias justas, pois dificulta a locomoção e pode causar acidentes, principalmente na subida ao palco.
  10. Os formandos que colarem grau em dia diferente da solenidade de Formatura estão dispensados do uso da beca, faixa e capelo, mas deverão estar vestidos em traje social.
DIPLOMA
  1. A Colação de Grau se faz mediante o juramento público do aluno e da outorga simbólica do grau pela Reitora.
    Sem a outorga do grau, assinatura da Ata na sessão solene, o aluno não é considerado graduado, não pode prestar alguns concursos públicos, filiar-se aos Conselhos, nem solicitar expedição de diploma.
  2. O aluno que, ao final do ano letivo, já tiver completado todas as obrigações: carga horária, estágio, projetos experimentais, monografias ou trabalho de conclusão de curso e Enade poderão requerer na SES - Secretaria de Ensino Superior o seu diploma, ou seja, o aluno que cumprir integralmente, e com aprovação todas as exigências acadêmicas expressas no Projeto Pedagógico do referido curso.
  3. A Secretaria de Ensino Superior - SES requer o prazo limite de 45 dias úteis para a expedição do diploma gratuito e de 60 dias úteis para a expedição do diploma especial. Logo após a colação de grau o aluno pode solicitar uma declaração informando que já colou o grau e a SES requer o prazo de 10 dias úteis após a solicitação, para a emissão dessa declaração.
© 2017 UNILESTE - Todos os direitos reservados

Campus Coronel Fabriciano: Av. Tancredo Neves, 3500, B. Universitário, 35170-056 - (31) 3846-5500
Campus Ipatinga: Rua Bárbara Heliodora, 725, Bom Retiro, 35160-215 - (31) 3846-5500